Vida de pipoca (Rubem Alves)


Milho de pipoca que não passa pelo fogo, continua a ser milho para sempre. Assim acontece com a gente. As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo. Quem não passa pelo fogo fica do mesmo jeito a vida inteira. São pessoas de uma mesmice e uma dureza assombrosa. Só que elas não percebem e acham que o seu jeito de ser é o melhor jeito de ser.

Há sempre o recurso do remédio: Apagar o fogo! Sem fogo, o sofrimento diminui. Com isso, a possibilidade da grande transformação também.

Imagino que a pobre pipoca, fechada, dentro da panela cada vez mais quente, pensa que sua hora chegou. Vai morrer. Dentro de sua casca dura, fechada em si mesma, ela não pode imaginar um destino diferente. Não pode imaginar a transformação que está sendo preparada para ela. A pipoca não imagina do que é capaz.

Aí, sem aviso prévio, pelo poder do fogo a grande transformação acontece: BUM! Ela aparece em uma forma completamente distinta, algo que ela mesma nunca havia sonhado.

Bem, mas ainda temos o piruá, que é o milho de pipoca que se recusa a estourar. É como aquelas pessoas que, por mais que o fogo esquente, se recusam a mudar. A presunção e o medo são a dura casca do milho que não estoura. E triste é o seu destino, uma vez que permanece dura a vida inteira. Vão acabar sozinhas, Não vão se transformar na flor branca, macia e nutritiva. Não vão dar alegria a ninguém.

Sejamos gratos pelo fogo! Ainda há tempo de sermos pipoca!

Autor: Rubem Alves

No texto acima o escritor Rubem Alves descreveu maravilhosamente o processo de transformação pelo qual os praticantes do Método DeRose passam desde que começam a sua prática.

A parte técnica do Método DeRose, o Yôga Antigo, é uma ferramenta de autoconhecimento e de profunda transformação capaz de levar um ser humano comum ao mais elevado nível de consciência.

O Yôga é um dos pontos de vista do Hinduísmo e o criador mitológico doYôga foi Shiva, um homem que viveu na antiguidade há mais de 5000 anos na Índia.

Shiva é o nome do criador do Yôga mas ele representa também as forças de renovação da natureza no Hinduísmo. O fogo é seu símbolo, pois os povos antigos perceberam que algumas sementes somente germinavam após um incêndio ter devastado a floresta. O fogo foi então visto como o elemento que destrói o que é antigo para desencadear a mudança e fazer florescer o novo. Na imagem de Shiva Natarája, o fogo aparece na mão esquerda de Shiva e também na forma de um círculo em chamas que envolve toda a figura.

E aos praticantes da Nossa Cultura, que venham as mais belas transformações e mudanças!

Shiva Natarája



Postado em: Reflexões | Tags: , , , ,





Deixe o seu comentário!